Balanço 2016: um ano de muito trabalho

42036aNo segundo ano do seu segundo mandato, o deputado estadual Júlio Cavalcanti continua firme em seu propósito de defender os interesses do povo pernambucano. O petebista faz parte da Bancada de Oposição na Assembleia Legislativa, e está sempre atento às demandas da sociedade.
Foram vários os temas levantados pelo parlamentar em 2016. Assuntos relevantes, como a cobrança da conclusão da Estrada do Catimbau, a solução do problema pagamento do auxílio-moradia dos sem teto de Arcoverde, o pagamento dos pipeiros para regularizar o fornecimento de água nos municípios, o pagamento das autarquias de ensino do Proupe, o abandono do Hospital Regional de Arcoverde. Além disso, Júlio declarou apoio aos vaqueiros e à vaquejada, entendendo ser essa uma manifestação cultural e social importante para o nordestino.
julio_cavalcantiE, sistematicamente, o parlamentar cobrou do Executivo ações efetivas para melhorar a saúde e a segurança do povo pernambucano. “A população se sente insegura para entrar num transporte público. Se sente insegura de ir pagar uma conta numa agência bancária. Se sente insegura, senhoras e senhores, para andar pelas ruas – seja na capital ou no interior do estado. A população. refém do desgoverno do Estado”, afirmou.
Além de fiscalizar e cobrar, o deputado Júlio Cavalcanti aplicou recursos para vários municípios do Estado, por meio de Emendas Parlamentares. Somente para Arcoverde, um montante de R$ 250 mil foi destinado, com o objetivo de dar continuidade à Estrada do CEDEC. No total, ao longo dos seis anos de atuação, Júlio já destinou quase R$ 2 milhões para execução de obras em Arcoverde.
mg_6254E o deputado Júlio Cavalcanti, atualmente líder da bancada do PTB na Alepe, termina o ano de 2016 como um dos parlamentares que vai compor a Mesa Diretora da Assembleia para o biênio 2017/2018. Júlio foi o único parlamentar eleito com a unanimidade dos pares: todos os 49 deputados votaram nele. Há mais de 20 anos isso não acontecia na Casa. Além disso, é o único oposicionista eleito para o Colegiado.

Assembleia elege Mesa Diretora para segundo biênio da 18ª Legislatura

Júlio Cavalcanti é o novo Terceiro Secretário da Casa. O parlamentar foi eleito com a unanimidade dos votos: os 49 deputados votaram nele. É o único oposicionista eleito para a Mesa Diretora, também será o único membro do colegiado que não participava da composição no biênio ainda em vigor. É líder do PTB na Casa e integra as Comissões de Justiça e de Finanças, duas das mais importantes do Legislativo Estadual. Possui bases políticas nas regiões sertanejas do Moxotó e do Pajeú, e dedica seu segundo mandato na Alepe a questões relacionadas à oferta de serviços de saúde no Interior.

(com informações da Ascom Alepe)

mg_6254A Assembleia elegeu, nesta segunda (12), os parlamentares que vão dirigir os trabalhos legislativos e administrativos da Casa Joaquim Nabuco entre 1° de fevereiro de 2017 e 31 de janeiro de 2019 (segundo biênio da 18ª Legislatura). Atual presidente da Mesa Diretora, o deputado Guilherme Uchoa (PDT) foi eleito pela sexta vez consecutiva para o cargo, após conquistar 42 dos 49 votos em disputa.

A reeleição também foi garantida para o atual primeiro-secretário, deputado Diogo Moraes (PSB). O governista conseguiu 46 votos. Já o atual 1° vice-presidente da Mesa Diretora, deputado Augusto César (PTB), será substituído pelo deputado Pastor Cleiton Collins (PP), que foi escolhido por 45 pares. Augusto Cesar (PTB) ficou como primeiro suplente da próxima Mesa. Único concorrente à Presidência com Uchoa, o deputado Edilson Silva (PSOL) obteve dois votos no pleito.

Mais disputada, a eleição para o cargo de segundo vice-presidente – vencida pelo deputado Romário Dias (PSD) – ocorreu em dois turnos, já que nenhum dos candidatos atingiu os 25 votos (maioria absoluta) necessários para se eleger em pleito único. Na primeira votação, Romário teve cinco votos a menos que seu concorrente, o deputado Claudiano Martins Filho (PP). O placar registrou 19 X 24, além de três brancos e três nulos. No segundo turno, no entanto, o social- democrata conseguiu virar o placar e atingir 25 votos, contra 22 de Martins.

Em discurso defendendo sua candidatura, Dias alegou que havia um acordo entre os parlamentares para se estabelecer uma “certa proporcionalidade” de partidos na composição da Mesa Diretora. “Peço que não cometam os erros de quebrar um acordo e de deixar o PSD fora da Mesa”, apelou. Ele substituirá o deputado Cleiton Collins, que assumirá, no próximo ano, a 1ª Vice-Presidência. Já o deputado Vinícius Labanca (PSB) se manteve como segundo-secretário.

Júlio Cavalcanti (PTB) e Eriberto Medeiros (PTC) elegeram-se, respectivamente, para as 3ª e 4ª Secretarias. O petebista é o único novo componente da Mesa eleita. Socorro Pimentel (PSL), Henrique Queiroz (PR) e André Ferreira (PSC) ocuparão, nessa ordem, as 2ª, 3ª e 4ª suplências.

A eleição foi presidida pelo atual segundo suplente da Mesa, deputado Rogério Leão (PR). Também participaram da coordenação do pleito Beto Accioly (PSL) e Adalto Santos (PSB). A posse dos novos eleitos ocorrerá no dia 1° de fevereiro de 2017, na 1ª Reunião Ordinária do segundo biênio da 18ª Legislatura.

 

Com 451 mortes, Pernambuco tem o pior mês da história do Pacto pela Vida

rthurmarrocos

O Estado de Pernambuco fechou o mês de outubro com 451 homicídios registrados, o pior resultado para um mês desde o lançamento do Pacto pela Vida, em 2007. O resultado do mês passado, segundo dados da própria Secretaria de Defesa Social, eleva para 3.600 o número de assassinatos acumulados no ano, sinalizando para o crescimento no número de crimes violentos letais intencionais pelo terceiro ano consecutivo.

Os números da violência assustam, sobretudo, quando se observam os dados do Anuário da Segurança Pública do Brasil de 2016, que indica Pernambuco como um dos únicos Estados do Nordeste a apresentar crescimento no número de homicídios no ano passado, apesar de o Governo do Estado frequentemente afirmar que os números desfavoráveis da segurança em Pernambuco são fruto de uma conjuntura nacional de crise econômica e crescimento indiscriminado da violência.

whatsapp-image-2016-11-09-at-18-17-41-1Segundo o deputado Júlio Cavalcanti, líder do PTB na Alepe, além do clima de insegurança, a violência tem efeitos graves para a economia do Estado. “Com as explosões e ataques a bancos, que acontecem quase todos os dias, estamos vivendo um momento de fechamento de agências no Interior que só vimos no auge da crise do Bandepe e quando o banco foi vendido. Hoje, tem aposentado que precisa se deslocar mais de 80 quilômetros para receber seu provento”, destacou.

Na avaliação do deputado Silvio Costa Filho (PRB), líder da Bancada de Oposição na ALEPE, “Nos últimos três anos, regredimos quase uma década no combate à criminalidade. O Pacto pela Vida entrou em colapso e a Secretaria de Defesa Social e o Governo do Estado não conseguem mais dar respostas à demanda por segurança da sociedade pernambucana”.

Diante do grave quadro de crescimento da violência, a Bancada de Oposição conseguiu apresentar, na última terça-feira (8), um pedido para realização de audiência pública para discutir o aumento da criminalidade e os rumos do programa estadual de combate ao crime. A audiência será realizada pela Comissão de Cidadania e Direitos Humanos, em data ainda a ser marcada.

A Bancada de Oposição também vai procurar o Tribunal de Justiça de Pernambuco, o Ministério Público do Estado, a Ordem dos Advogados do Brasil e o Ministério da Defesa para discutir a contribuição de cada um no combate à criminalidade.

(com informações da assessoria da Bancada de Oposição ALEPE)

tabela1

tabela2

Júlio Cavalcanti cobra, mais uma vez, segurança no Estado

011116-jcO deputado Júlio Cavalcanti foi à tribuna da Assembleia para falar sobre a segurança pública em Pernambuco. “Ou, no caso, a falta dela”, disse o parlamentar.

Júlio destacou que na madrugada desta terça-feira (01) aconteceu uma ação de criminosos na cidade da Pedra – bandidos explodiram um caixa eletrônico do Bradesco e a agência do Banco do Brasil. Os prejuízos ainda não foram divulgados, “mas para a população, os prejuízos são imensos. Como sempre, a falta de segurança rebate no povo”, afirmou o deputado.

“Lá na pedra, cidade que conheço muito bem, só tem uma viatura policial. Essa viatura precisa cobrir não apenas a área urbana, mas também a zona rural. O que acontece é que se há uma ocorrência na zona rural, a cidade fica completamente desguarnecida. E isso, senhoras e senhores, é um convite para qualquer bandido que queira agir lá”, destacou.

O Sindicato dos Bancários informou que o número de crimes contra unidades bancárias está aumentando no interior do Estado, o que já é uma consequência da falta de policiamento. “Sem polícia, fica muito mais fácil. É um caos, total e completo. E eu pergunto mais uma vez: e agora, governador?”, questiona Júlio.

O deputado aproveitou para se solidarizar com os bancários. “Ser bancário agora virou profissão de risco”, afirmou. Depois do ocorrido na Pedra, o Sindicato cobrou uma ação efetiva dos órgãos de segurança de Pernambuco, para que sejam combatidas as ações criminosas contra agências bancárias no Estado. A entidade apresentou um novo mapa, que aponta até outubro deste ano o registro de 246 ações violentas em bancos. Os números são os seguintes:  13 assaltos, cinco sequestros, 28 explosões, 13 arrombamentos, 128 ataques aos terminais de autoatendimento instalados fora das agências, 18 ataques a agências dos correios, 36 ações em casas lotéricas e cinco explosões de carros-fortes. “E vale destacar, ainda, que nas ações, os bandidos levam armas, munição e coletes dos seguranças. É um total descontrole do Governo do Estado sobre esse assunto”.

“Não faz muito tempo que trouxe esse mesmo tema à tribuna. Cobrei medidas para desmontar essa – ou essas – quadrilhas especializadas que estão agindo no Estado. E nada foi feito. Ou se foi feito, não foi eficaz”, afirmou.

Júlio destacou, ainda, que nas várias cidades do interior que foram alvo dos crimes, a população prejudicada, pois muitos precisam de deslocar para outras cidades para receber seus proventos. “A agência do Banco do Brasil de Arcoverde, por exemplo, está sobrecarregada – atendendo às demandas de cinco municípios. O comércio das cidades atingidas também sofre, por não ter o mesmo giro de dinheiro. Enfim… é uma reação em cadeia negativa, que gera prejuízo em cima de prejuízo”, conclui.

Júlio Cavalcanti declara apoio aos vaqueiros

julio_cavalcanti1“Tornar ilegal a vaquejada é comprometer a realização de uma manifestação cultural importante para o povo nordestino, que gera emprego e renda para milhares de pessoas em toda a Região”, declarou o deputado Júlio Cavalcanti. O parlamentar esteve em Brasília, na última semana, para acompanhar de perto as articulações da bancada pernambucana na Câmara, no sentido de garantir que a vaquejada continue a acontecer. Cavalcanti destacou, juntos aos deputados federais, a importância da regulamentação, para que haja garantia de que não haverá maus tratos com os animais.
“Vaquejada e pega de boi são tradições centenárias nos Estados do Nordeste. Isso tem que ser levado em consideração”. O parlamentar é solidário com os vaqueiros, que estão promovendo vários atos em defesa do direito de praticar a atividade. “A vaquejada movimenta cerca de R$ 600 milhões por ano, gera 120 mil empregos diretos, 600 mil indiretos. No Nordeste, só perde em público para o futebol”, informou Júlio.
O parlamentar se solidarizou com os vaqueiros e se colocou à disposição do movimento para intermediar quaisquer demandas do grupo. “Tornar ilegal não é a solução. Regulamentar, sim, concluiu.

Júlio Cavalcanti destaca descaso do Governo do Estado com os serviços essenciais

julio_samir1Nesta segunda-feira (17), o deputado Júlio Cavalcanti foi entrevistado pelo comunicador Samir Abou Hana, na TV Nova/Cultura (canal 22). O programa, ao vivo, tratou sobre vários temas importantes para o Estado, e ainda contou com a participação do prefeito eleito de São Lourenço da Mata, Bruno Pereira e do advogado criminalista Paulo Sales.

Um dos pontos destacados pelo parlamentar foi o descaso do Governo do Estado com os serviços essenciais para o cidadão. “A saúde está na UTI”, afirmou o deputado. De acordo com ele, o Hospital Regional de Arcoverde – que está há dois meses sendo administrado por uma OS – não tem estrutura para atender os pacientes, que precisam se deslocar para o Recife para receber atendimento. Júlio afirmou, ainda, que se a BR 232 já estivesse duplicada até o município de Arcoverde, como foi prometido pelo então governador Eduardo Campos, esse deslocamento seria mais rápido, possibilitando mais agilidade e eficácia no tratamento médico. “São apenas 90km, foi prometido, mas não foi cumprido. Um trecho importante, que melhoraria a vida de muitas pessoas que moram no sertão ou que precisam se deslocar para lá”. O comunicador Samir Abou Hana complementou: “o deputado Júlio Cavalcanti foi uma das primeiras vozes a defender a duplicação da BR 232 até Arcoverde. Desde o seu primeiro mandato que ele fala sobre a importância dessa obra e cobra a sua execução”.

Outro ponto que foi tratado no programa foi o abandono da estrada do Catimbau. Júlio destacou que em uma oportunidade tratou sobre o assunto com o secretário estadual de turismo, Felipe Carreras. O gestor se comprometeu a visitar o município de Buíque, para ver de perto o Vale do Catimbau, suas potencialidades e suas necessidades, e também dar continuidade à obra da estrada, que está parada desde que terminou a campanha do governador. “Isso tem cerca de dois anos, mas nada aconteceu”, disse o deputado. O parlamentar destacou, ainda, que o Vale do Catimbau é uma das maravilhas de Pernambuco, mas que não decola como destino turístico porque não tem a estrutura necessária para isso. “Ali poderia ser um grande polo gerador de emprego e renda”, completou.

Para encerrar, o deputado destacou a falta de segurança que se instalou no Estado e a falência do Pacto pela Vida. Ainda, de acordo com ele, é preciso que sejam criadas alternativas para a ressocialização e para desafogar as unidades prisionais de Pernambuco. “Fomos destaque ontem no Fantástico, por conta da péssima situação dos complexos prisionais. E não dá só pra ficar culpando a crise por isso “, finalizou.

julio_samir2

“A vaquejada e a pega do boi são tradições centenárias no Nordeste brasileiro”

vaquejada
Foto: Portal Vaquejada

Quero, aqui, como nordestino que sou e deputado estadual, manifestar publicamente o meu repúdio à decisão do Supremo Tribunal Federal, que julgou como inconstitucional, na última quinta-feira (6), que a Lei cearense 15299/2013, que regulamentava a vaquejada naquele Estado. Com isso, a vaquejada passou a ser uma prática ilegal, por estar relacionada a maus tratos com os animais.  Repudio não apenas pelo impacto que isso representa para a cultura e a tradição do povo nordestino. Mas, também, pelo impacto financeiro que essa ação terá para Pernambuco e para todos os Estados da Região Nordeste.

A vaquejada e a pega do boi são tradições centenárias no Nordeste brasileiro. A vaquejada, por exemplo, é uma atividade que movimenta cerca de R$ 600 milhões por ano. Gera 120 mil empregos diretos, 600 mil indiretos. E mais do que isso, a vaquejada não é apenas um esporte para o nordestino, é, também, uma manifestação cultural. Na Região, só perde em público para o futebol.

É uma decisão equivocada, que não leva em consideração a importância afetiva, econômica e cultural que a vaquejada tem para o povo. Claro que temos preocupação com os animais, mas entendemos que com a regulamentação da prática da vaquejada e da pega do boi é possível garantir que não haja maus tratos com os bichos. Tornar ilegal não é a solução. Regulamentar, sim.

Em São Lourenço da Mata, Júlio é Bruno Pereira

IMG-20160919-WA0010.jpgO deputado Júlio Cavalcanti (PTB) está apoiando a chapa de Bruno Pereira e Dr. Gabriel para prefeito e vice no município de São Lourenço da Mata. Sobre as andanças pelo município com os candidatos, o parlamentar destaca o imenso apoio que o novo palanque está recebendo do povo. “Mostra claramente o desejo de mudança”, destaca Júlio. O parlamentar garante que vai trabalhar junto com o novo gestor para levar melhorias ao município.

O apoio foi destaque no blog do jornalista Inaldo Sampaio (leia aqui).

inaldosampaio

Júlio confirma apoio a Zeca Vaz na Pedra

pedra

O deputado Júlio Cavalcanti participou de um evento na cidade da Pedra, no qual ratificou o apoio a Zeca Vaz, prefeito e candidato à reeleição. Na foto, o deputado, o candidato, sua esposa, o senador Armando Monteiro, os deputados federais Zeca Cavalcanti e Silvio Costa, e a futura prefeita de Arcoverde, Nerianny.

Júlio Cavalcanti destaca aniversário de Sertânia

2405-JULIO-CAVALCANTI-RS-4Na reunião plenária desta terça-feira, o deputado Júlio Cavalcanti foi à tribuna para destacar o aniversário de 143 anos de emancipação municipal de Sertânia. “Hoje, 24 de maio, é o aniversário da nossa querida Sertânia, cidade que comemora vários avanços nas áreas de saúde, educação e infraestrutura, avanços esses comandados pelo prefeito Guga Lins e sua equipe”, afirmou. O parlamentar destacou que o grupo gestor de Sertânia é realmente comprometido com o desenvolvimento municipal e com o bem estar dos sertanienses. “Participei, inclusive, nessa segunda, da inauguração da academia da saúde, um equipamento importante para ser usado pela população, visando cuidar daquilo que temos de mais precioso – a saúde”, disse. “Deixo aqui registrado os meus parabéns aos sertanienses, pelos 143 anos de emancipação da cidade”, finalizou.